Skip to main content

IBEN inicia projeto de alfabetização no canteiro de obras do Residencial Alto Rio Preto

Tiveram início na última semana, aulas de alfabetização para os funcionários do canteiro de obras do Residencial Alto Rio Preto em São José do Rio Preto/SP.

Em parceria com o projeto A.L.M.A. (Alfabetização libertadora com monitoria para adultos) e ministradas pela Professora Heliana Christina Soave, as aulas serão realizadas aos sábados e já contam com 12 inscritos.

 

Kanban, controle e racionalização de suprimentos nos canteiros de obras.

Metodologia de gestão visual e controle de materiais precisa e simples, permite o controle visual da posição de estoque de qualquer item e a qualquer momento.

Indaiatuba, SP – 21 de julho de 2017, Racionalizar o ressuprimento do estoque e facilitar seu controle de maneira rápida e à vista, evitando a falta de materiais para a execução de atividades, estoques excessivos e desnecessários e diminuir o risco eventual de pedidos emergenciais que podem prejudicar o resultado financeiro da obra, são os principais objetivos da adoção do Kanban nos canteiros de obras da Iben Engenharia.

Segundo o eng. Evaldo Rosa, responsável pelo empreendimento Alto Rio Preto Residencial em São José do Rio Preto/SP, “Canteiros de obra exigem uma grande diversidade de materiais e em nossa gestão com a metodologia Kanban, foram escolhidos alguns itens estratégicos com fundamental importância na execução dos serviços e demandas flutuante de uso, demandas estas que tem sua variação de acordo com a etapa e andamento físico da obra. ”

Classificação dos itens baseados em sua demanda flutuante:

  • Pregos, Arames e Espaçadores de Armação
    Alta demanda durante a execução da Estrutura
  • Argamassa de assentamento e Tela Galvanizada
    Alta demanda durante execução da Alvenaria
  • Argamassa de Múltiplo Uso, Argamassa para Contrapiso
    Alta demanda durante a execução do Revestimento Interno

O quadro utilizado pela IBEN, foi elaborado para reunir o controle do estoque e o controle de armazenamento dos materiais, informando a maneira adequada de acondicionamento e estoque de cada material utilizado pela obra, mediante a definição da quantidade considerada “lote de armazenamento” e “lote mínimo de estoque” para cada item, o que pode variar de acordo com a demanda, forma de armazenamento e prazo de reposição (compra e entrega).

A identificação dos itens é feita através do armazenamento em baias ou prateleiras e com o uso de fichas/cartões com a cor correspondente a este lote sendo:

  • Ficha / Cartão verde – Indica lote de estoque com folga
  • Ficha / Cartão amarelo – Indica lote de estoque de atenção (necessário fazer requisição para ressuprimento)
  • Ficha / Cartão vermelho – Indica lote de estoque mínimo para uso.

Quando o lote do material é solicitado e liberado, o cartão/ficha que fica em seu local de armazenamento é retirado e inserido no quadro no seu respectivo campo, indicando a situação do lote, garantindo a gestão à vista. O material pode ter vários “lotes verdes” e mais de 1 lote amarelo, de acordo com o prazo de ressuprimento e de validade de cada material, porém, o “lote vermelho” deve ter seu uso evitado pela gestão.

É necessária atenção do controlador dos materiais para o prazo de validade dos produtos, ou seja, sempre liberar o material que é entregue primeiro para evitar perdas por vencimento de acordo com o método PEPS (Primeiro que Entra é o Primeiro que Sai), contribuindo assim para a economia média de 4% no gerenciamento de uma obra.

Mais de 1.740kg de resíduos coletados por Ecoponto em canteiro de obras

Mais de 1.740kg de resíduos já foram coletados e 137 itens como Brinquedos, Livros e Roupas arrecadados no Ecoponto instalado junto ao canteiro de obras do Alto Rio Preto Residencial em São José do Rio Preto/SP, uma das obras gerenciadas e executadas pela Iben Engenharia, que procura sempre respeitar os interesses sociais e ambientais das pessoas e locais impactados por nossos projetos.

WhatsApp Image 2017-07-07 at 4.40.18 PMAcreditamos que os projetos que conduzimos têm a capacidade de transformar positivamente a vida das empresas, das pessoas e da sociedade como um todo. Geramos um valor que é compartilhado com todos os nossos públicos de interesse, motivando a escolha pela nossa marca e gerando a fidelização de cada um deles. Essa crença está alinhada a um propósito maior que nos move: contribuir para um mundo melhor.

Saiba mais sobre responsabilidade socioambiental e sustentabilidade na IBEN ENGENHARIA: http://www.ibenengenharia.com.br/a-empresa/responsabilidade/

Iben Engenharia apoia participação do 1º skatista profissional de Indaiatuba na maior competição mundial de street skate da América Latina

O skatista Antonio Carlos Herrerias Margossian Junior, o Juneka, participa na próxima semana do seu primeiro campeonato já profissionalizado. O atleta se profissionalizou no início desde ano e vai disputar o Campeonato Oi STU Open, que é a maior competição mundial de street skate da América Latina. A disputa acontece entre os dias 25 e 30 de abril e reunirá 224 competidores nas categorias open masculino e open feminino, que disputarão uma premiação de R$ 4 mil. As disputas de street skate acontecerão na Praça do Ó, na Barra da Tijuca.

Juneka conta que essa é uma competição inédita no Brasil e vale vaga no Mundial. “Este é um campeonato muito importante, com a maior premiação da América Latina. Recebi um convite para participar por ter me profissionalizado, e é um campeonato importante, vale a pena ir. Inclusive, para eu conseguir participar, a Associação dos Skatistas de Indaiatuba (Askin) comprou minha passagem e vou antes, para treinar em um espaço novo e produzir o vídeo sobre a viagem”, conta.

juneka_blogJuneka explica que ele vai entrar para a disputa já na terceira fase. “Vai ter uma eliminatória antes, que é para os skatistas amadores. Os que avançarem vão disputar com os profissionais. Serão cinco fases e estas eliminatórias acontecem nas primeiras fases, então já estou classificado para a terceira fase por ser profissional”, afirma. “A expectativa é ficar entre os dez primeiros colocados, mas tudo pode acontecer. A própria pista combina com o meu skate, é bem street, mas skate não é algo que você vai pensando que tem que ganhar, vamos mais para participar. Estarão nesta competição os cinco melhores atletas do Street League, que é mundial, mas nada impede de eles errarem e eu acertar e acabar ganhando”.

A competição é homologada pela International Skateboarding Federation (ISF), World Cup Skateboarding (WCS), pela Confederação Brasileira de Skate (CBSk) e pela Federação de Skateboard do Estado do Rio de Janeiro (Faserj), e é válida como etapa do Circuito Mundial da WCS e para o ranking brasileiro de street skate profissional. Esta é uma oportunidade para o atleta mostrar seu talento e pensar em voos mais altos, já que o skate entrou para a Olimpíada de 2020. “O skate vem crescendo e com a internet a modalidade evoluiu. A Olimpíada é mais um detalhe, é importante e será muito legal, mas vai movimentar uma pequena parte do skate, que abrange um mundo grande, tanto de competição como quem anda porque gosta, porque quer seguir a carreira, quanto até os simpatizantes que nem andam, mas vão lá curtir. O que vai ser legal com a Olimpíada é o mercado do skate, isso vai ajudar bastante com as vendas de produtos ligados ao esporte e podem surgir novos patrocínios. Também acredito que vai mudar a visibilidade na rua, porque o skate sempre sofreu com o preconceito de algumas pessoas”, enfatiza.

Até hoje, o atleta já participou de importantes campeonatos, como o Excelent Mistyc Cup 2015, que foi seu primeiro campeonato fora do Brasil, onde chegou até a fase final e conseguiu a 12ª posição, e no 3º Campeonato da Cidade Tietê, seu primeiro título de campeão como amador, além do primeiro lugar no Maia Champ 15 Anos, em São Paulo.

Atleta desenvolve projeto de vídeo no Rio de Janeiro para produtora independente

O atleta foi para o Rio de Janeiro no dia 18 de abril e irá aproveitar a viagem para gravar os momentos de sua estadia na cidade e divulgar na produtora audiovisual independente Naturalmente Skateboards.

“Eu criei um projeto para fazer um vídeo da viagem e conseguir patrocínio. Nós temos a produtora que é independente, onde criamos um quadro que se chama Naturalmente Viagem. Fazemos vídeos de viagens e pensei em encaixar este quadro com minha ida ao Rio. Vamos fazer o lançamento deste quadro no canal e divulgar nele os nossos patrocinadores”.

Juneka conta que a produtora iniciou com o propósito de fazer filmes sobre o mundo do skate.

“Depois, começamos a filmar festas e tivemos a ideia de ser um canal onde lançaríamos as marcas e os comércios”.

Para a viagem ao Rio de Janeiro, o atleta conta com o apoio da Associação dos Skatistas de Indaiatuba (Askin), Iben Engenharia, Manaem Obras Sociais, Margossian Sementes  e Portão da Cerveja. Além desses, apoiam o atleta a Hordem Skateboard, Vegetal Skateboard, Metallum Trucks, Naturalmente Skateboards, Amanda Finocchio, Terapias Manuais e Restaurante Kare & Gyudon.

Fonte: Tribuna de Indaiá

Construção em Containers – Novo conceito de arquitetura sustentável e criativa

A utilização de containers é uma nova possibilidade para a construção civil, que já tomou muitos adeptos na Europa, Ásia e Estados Unidos e está crescendo no Brasil.
São estruturas de aço surpreendentemente fortes, no entanto são leves, um container é feito para enfrentar condições climatéricas extremas, utilizados no mar durante 10 anos, porém quando utilizados em construção civil sua vida útil é de 100 anos. Hoje há uma estimativa de 17 milhões de contêineres parados em portos de todo o mundo.

A construção com containers possui grandes vantagens. Redução de entulhos, são resistentes e fáceis de manipulação e com os tamanhos padronizados eles se encaixam facilmente. As vantagens vão além de uma construção mais limpa, o tempo de execução pode ser 50% menor, com grandes reduções no investimento final e design diferenciado.

Agora você está se perguntando, como fica o calor e o isolamento acústico? O mercado hoje, oferece soluções específicas com revestimentos termo acústicos, são materiais que contribuem diretamente na temperatura e no isolamento acústico do container, seja ele de qualquer tamanho, criando uma harmonia entre o som externo e deixando a temperatura interna mais agradável.
Alguns dos revestimentos mais comuns e utilizados no Brasil são:

  • Lã de pet
  • Lã de Vidro
  • Isopor
  • Lã de rocha

image_Containers002
Segundo Arthur Norgren, engenheiro de produção mecânica e sócio fundador da contain[it] no Brasil, a onda de projetos arquitetônicos com esse elemento demorou para crescer.

“Eles eram usados de forma mais rudimentar, para escritórios e depósitos de canteiros de obras”, conclui.

O importante para o arquiteto e para o cliente é conhecer o projeto, particularidades como altura, dimensões, isolamento acústico e térmico de qualidade, influenciam na tomada de decisão, hoje contamos com empresas segmentadas no mercado que conseguimos analisar as diferentes alternativas e desta forma assegurar a melhor escolha para a construção.

emilene

Pamella Lima

Formada em Relações Públicas / Iben Engenharia

10 Regras de Ouro para o Sucesso da Sua Obra

As empresas do setor da Construção Civil estão em constante busca por qualidade, baixo custo e maior produtividade. Muitas empresas vêm perdendo competitividade ao longo do tempo por não adotarem métodos de gestão adequados em seus empreendimentos.

Nos dias de hoje, esse setor exige das empresas investimentos em metodologia eficientes de planejamento e controle de obras, que permita domínio pleno do projeto. O controle desses processos é fundamental para a tomada de decisões, otimização dos custos, aumento da produtividade e melhoria da qualidade, com base no conhecimento da tríplice restrição: prazo, custo e qualidade.

Neste material propomos uma referência para gestão de obras baseada nas 10 áreas de conhecimento contempladas pelo PMI® e consideradas determinantes para o sucesso do gerenciamento de um empreendimento.

BAIXE AGORA

A Iben Engenharia é parceira do selo “Green Building” para empreendimentos sustentáveis.

A IBEN fortalece o seu compromisso com a conservação do meio ambiente ao tornar-se parceira do Green Building Council Brasil (GBC Brasil). Somamos o nosso comprometimento em promover a indústria de construção sustentável ao propósito de uma organização não-governamental que busca, globalmente, o apoio de empresas que ofereçam de soluções e serviços eficientes do ponto de vista ambiental, ou que adotem práticas “verdes” em suas instalações. (mais…)